Guarulhos: Bairro a Bairro

Estudo sobre a história dos bairros de Guarulhos.

Pesquisadores caminham para avistar patrimônios materiais

Contato com os monumentos e prédios antigos faz parte do estudo

por BRUNO CARVALHO

O Guarulhos Bairro a Bairro fez um passeio no último sábado (13). À pé os integrantes saíram da avenida Emílio Ribas e foram até o Lago dos Patos. A intenção era ter contato com os prédios, pessoas e vestígios históricos dessa região.

A caminhada faz parte do estudo que o grupo realiza. O intuito da pesquisa é conhecer e divulgar os fatos históricos, conhecer as histórias das instituições, prédios e as pessoas importantes de Guarulhos.

A primeira região escolhida foi a que engloba o Gopoúva e a Vila Galvão. A escolha deveu-se ao local onde ocorrem as reuniões, a Casa dos Cordéis, residência onde nasceu o ex-prefeito Alfredo Antonio Nader (governou a cidade em 1970).

Segundo relatos a casa tem 80 e 90 anos

Segundo relatos a casa tem entre 80 e 90 anos

A primeira etapa do estudo foi feita pelos livros que contam a história da cidade, onde se encontram alguns registros históricos da região. Na próxima etapa, personalidades e moradores da região vão ser entrevistados. Depois os dados coletados vão ser comparados com documentos oficiais. Até partir para o projeto final que é escrever um livro.

Vandalismo e desinteresse das autoridades acabam com os vestígios do passado

Durante o passeio pôde-se notar que não há cuidado com os monumentos, por exemplo, na Praça Nossa Senhora Aparecida, no Jardim Vila Galvão. A placa de inauguração foi roubada.

Nos arredores do Teatro Padre Bento, que antigamente fazia parte do sanatório. Os prédios, exceto o teatro e a igreja, estão abandonados ou foram modificados, prova fiel do descuido com a história.

Igreja do Sagrado Coração de Jesus, fazia parte do complexo do sanatório

Igreja do Sagrado Coração de Jesus, era integrada ao complexo do sanatório

A Vila Galvão, onde antigamente passava o Trem da Cantareira, quase não guarda vestígios desse passado tão recente (o trem foi desativado em 1965). A única lembrança de que por ali algum dia passou um trem são placas que contam um pouco de história, mas também danificadas por atos criminosos de vandalismo.

Praça Santos Dumont, um dos poucos vestígios da linha do trem.

Praça Santos Dumont, um dos poucos vestígios da linha do trem.

Nos países desenvolvidos, a história é preservada e respeitada. Na Alemanha, muitas partes do Muro de Berlim ainda continuam em pé. Nas partes em que foi derrubado, há o alicerce para comprovar historicamente onde a cidade era divida. Esse exemplo poderia ser seguido por Guarulhos. Refazer o trajeto do trem que cortava a cidade, seria uma vitória para turismo local e um modo eficaz de preservar o ontem. Assim, não deixar cair no esquecimento fatos que servem de lição para o futuro.

Berlim, exemplo de preservação histórica. Esse alicerce representa onde ficava o muro que dividia a cidade.

Berlim, exemplo de preservação histórica. Esse alicerce representa onde ficava o muro que dividia a cidade.

Serviço:

A reunião de estudo da história dos bairros acontece todas as quartas-feiras, às 19 horas, na Casa dos Cordéis, que fica na Av. Torres Tibagy, 90 – Gopouva – Guarulhos – SP. Telefone: 11 2229-0580. Todos podem participar do estudo, principalmente moradores antigos da região do Gopoúva e Vila Galvão.

junho 17, 2009 - Posted by | Uncategorized | , , , , , , , ,

1 Comentário »

  1. oiiii,vcs me ajudaram mt a minha pesquisa vai ficar otima mas eu qeria saber se vcs naum colocariam mais coisas sobre os predios do antigo terreno

    p.s.: vcs poderiam colocar alguma coisa sobre a vila dos leprosos

    Comentário por Eduardo | março 22, 2010 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: