Guarulhos: Bairro a Bairro

Estudo sobre a história dos bairros de Guarulhos.

Guarulhos: o passado está em ruínas

Por BRUNO CARVALHO

 Rumo aos 450 anos da fundação de Guarulhos e, os nossos bens históricos estão esquecidos, mal cuidados ou até desprotegidos pelos governantes. Tem até processo de destombamento correndo na Câmara Municipal.

 A Casa da Candinha, que segundo historiadores, foi a casa grande da fazenda Bananal, construída por mão de obra escrava. Encontra-se em ruínas que poderiam ser restauradas, mas não há vontade política, eles alegam que não tem verba. Em fotos – observadas durante a reunião do grupo Guarulhos: Bairro a Bairro – nota-se que foi feita uma estrutura de cobertura sobre a casa, com o intuito de proteger o prédio da chuva, mas eles se esqueceram da erosão do solo e das infiltrações de água que vem por baixo.

 No estacionamento do Shopping Internacional, há a casa que foi da família Saraceni, que segundo historiadores é um dos últimos vestígios da imigração italiana na cidade, existem os aspectos arquitetônicos (art noveau) e nos seus porões, por algum tempo funcionou umas das primeiras fábricas em Guarulhos, fatos com grandes valores históricos. Porém, o vereador Geraldo Celestino não se preocupa com a história, pois, fez um projeto de lei que promove o destombamento do prédio. Quem será que ele representa os donos do shopping ou a preservação do nosso passado? Prefiro acreditar que o patrimônio histórico é mais importante que algumas vagas de estacionamento.

 E os preparativos para a comemoração dos 450 anos de Guarulhos, o secretário em reuniões só sabe reclamar que não tem verba e que não recebe ajuda do governo estadual. O importante para os 450 anos não são shows de grandes artistas que nada tem com a cidade, mas sim, ações e projetos que destacam e tirem do esquecimento fatos que marcaram o passado.

 Para terminar esse artigo vou usar uma frase pronta: “Para melhorar o futuro é preciso conhecer o passado”. Deixo de recado para as lideranças políticas, talvez, a história tire a máscara de muitos que ainda estão no poder, por isso é mais fácil esquecê-la. Alguns meses atrás, um jornal da cidade teve o atrevimento de dizer que a História não serve para nada. Eu respondo que serve para não deixar que políticos como o Roberto Arruda (governador do Distrito Federal) sejam eleitos, também serve para contar como os meios de comunicação sempre tiveram lado a lado com poder.

dezembro 15, 2009 - Posted by | Opinião | , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: